skip to Main Content
Mastopexia

Mastopexia

Desde a puberdade, os seios sofrem diversas alterações, as quais são causadas por hormônios, uso de anticoncepcionais, alterações de peso, gravidez, amamentação, entre outros fatores que contribuem para as modificações da mama. Devido a essas alterações, é comum que as mamas fiquem mais flácidas, aparentando estar “caídas” com o passar do tempo.

A mastopexia é um procedimento cirúrgico que visa corrigir esses problemas por meio da remodelagem das mamas, removendo o excesso de pele da região. Com isso, é possível promover a elevação dos seios, resultando em um aspecto mais firme e jovial. O Dr. Daniel Sakaki explica:

“O procedimento pode ser feito com ou sem prótese, isso vai depender do tipo de mama. As mamas densas é possível remodelar com o próprio tecido, já as mamas com pouco tecido e excesso de pele a gente precisa do artifício do silicone para deixar a mama mais redonda, em conformidade com o corpo.”

O procedimento para elevação das mamas tem duração média de três a quatro horas, sendo realizado geralmente com anestesia geral. O período de internação gira em torno de 12 a 24 horas e serve para a observação da paciente.

Durante o pós-operatório, Dr. Daniel Sakaki recomenda a utilização de sutiãs modeladores para auxiliar a cicatrização durante pelo menos 30 dias. Além disso, a paciente não deve dormir comprimindo os seios durante as primeiras semanas, deve evitar a movimentação excessiva dos braços e não deve realizar exercícios que envolvam peso. Todos esses cuidados garantem uma recuperação mais rápida, de modo que as atividades diárias possam ser gradualmente retornadas após 15 a 20 dias.

Compartilhar:

Back To Top